domingo, 10 de julho de 2016

A JOGADA DA VITÓRIA



Vamos lá, Rui Patrício, 
faz de vencer um vício,
mete a bola já no Pepe
para ele fazer a ponte
e passá-la ao José Fonte
e mais rápido que um clic
adiantá-la para o Cedric,
mas olha ali o Guerreiro, 
como corre no terreiro
toca já para o Moutinho
que está ao centro sozinho
olha que o Wiliam está ali
mas passa antes ao Nani
e a jogada não manches
passa já ao Renato Sanches
que está com muita pressa
mas é o João Mário de cabeça
que adianta para o Quaresma 
a jogada é sempre a mesma
ele corre junto à linha
domina a redondinha
e centra lá para o centro
salta mais alto o Ronaldo
e a bola está lá... dentro
é a cereja no bolo, 
É GOLO, É GOLO, É GOLO!!!

(jag)

sábado, 23 de abril de 2016

DIA MUNDIAL DO LIVRO E 400 ANOS SOBRE AS MORTES DE CERVANTES E SHAKESPEARE

Hoje é DIA MUNDIAL DO LIVRO e, por coincidência, hoje passam 400 anos sobre as mortes de MIGUEL DE CERVANTES e de WILLIAM SHAKESPEARE, e eu precisaria de muito espaço no Blog para falar de todos os livros, autores e personagens de livros que são importantes para mim... e até podia começar pelo 'Dom Quixote de La Mancha'...



































quinta-feira, 14 de abril de 2016

O FADO DO CAFÉ
















O FADO DO CAFÉ

Café, café, café
este é o fado do café
bebo café em cada esquina 
não passo sem cafeína


Café, café, café,
de manhã até à noite
bebo bica, cimbalino
café tem sabor divino


Café, café, café
com ou sem açúcar
café ajuda a acordar 
e o tempo a passar


E se for bebido a dois
o café ganha depois 
estatuto de segredo
pois se bebido a sós
quem o bebe perde a voz
e vai dormir mais cedo


O café é maravilha
se bebido em partilha
faz ver tudo colorido
mas se se beber demais
faz ver coisas virtuais
e até tolda o sentido


De café não abdico
e por ele adjudico
uma chávena e um pires
seja curto ou seja cheio
pelo café eu anseio 
por isso não te admires


Mais importante que café
bebido sentado ou de pé
é poder ser teu abrigo
e eu troco se for preciso
o café por um sorriso
para ficar sempre contigo

(jag)

domingo, 10 de abril de 2016

PELA SERRA É QUE VAMOS...












A minha homenagem a Sebastião da Gama, o 'Poeta da Arrábida'
PELA SERRA É QUE VAMOS...
Pela Serra é que vamos
Arrábida, Serra Mãe,
e é claro que chegamos
ao melhor que a Serra tem.

E se vamos pela Arrábida,
no meio de verde mistério,
é porque a Serra é ávida
de ser o nosso hemisfério.


Pelo Mar da Serra vemos
o seu tom de azul segredo,
é na Serra que fazemos
de cada sonho um enredo.


Pela Serra é que fomos,
por vereda indefinida,
é na Serra que compomos
a melodia da Vida.
(jag)
Na foto uma junção do Sebastião da Gama real (nos anos 40 do século XX) e uma réplica do professor, poeta e defensor da Arrábida feita por Mafalda, Directora do Museu Oceanográfico.

Sebastião da Gama, o primeiro ambientalista português, nasceu há 92 anos

Sebastião da Gama faria hoje 92 anos, se fosse vivo. Considerado o precursor dos movimentos ambientalistas em Portugal, o 'Poeta da Arrábida', como também ficou conhecido, esteve na origem da Liga para a Protecção da Natureza (LPN), em 1948, a primeira associação ecologista portuguesa, a qual seria depois a génese de outras associações, como a Quercus.

Defensor acérrimo da Serra da Arrábida (viveu parte da sua curta vida na Estalagem dos pais, no Portinho da Arrábida, edifício que é hoje o Museu Oceanográfico), escreveu vários livros dedicados à "Serra- Mãe". Morreu precocemente aos 27 anos, vítima de tuberculose, mas a obra que deixou levam a considerá-lo uma personalidade ao nível de Fernando Pessoa, se tivesse vivido mais anos.