quinta-feira, 27 de junho de 2013

POEMA DA GREVE... EM DIA DE GREVE GERAL


Que a greve 
seja breve
e o consenso 
se instale
que a greve 
seja breve
que assinale
e que enleve
o teu olhar
pois se a greve 
for breve
e me levar
para lá do mar
onde o silêncio
se escreve
em tons
de cinza prata
de certeza
que a greve
vai ser breve
e em forma 
de serenata
em semibreve
tocada em mi
quando chegar
a alvorada
já a greve
é passada
e tu estarás aqui!

(jag)

2 comentários:

Marta Vinhais disse...

Só tu para me fazeres rir...
Hoje não me sinto no topo do Mundo...mas gostava de ouvir uma serenata....
Beijos e abraços
Marta

elvira carvalho disse...

Que a greve seja breve, e não precisasse reprise, que era sinal que o caminho se tinha endireitado, mas eu não acredito.
Um abraço