quarta-feira, 15 de junho de 2011

AQUI ENTRE NÓS, QUEM SOU EU?

"O Amor é..."

"Estilhaços"?

"O Fio Invísivel"?

"Conversas no Papel"?

ou "Olhos nos Olhos - Histórias de Vida e de Sexo"?

Ah, "Estes Difíceis Amores"

15 comentários:

CF disse...

Júlio Machado Vaz...muito lido no mundo da saúde e da educação sexual...lol
Ele é saudável!!! :)
abraço

Ana disse...

Gosto tanto do prof julio Machado vaz, chego a ligar a antena1 só para o ouvir... e adoro o livro dos amores dificeis:)
Beijinhos

Luís Coelho disse...

Gosto de ouvir este Senhor.
Nem sempre consigo estar perto para o ouvir e entender o seu raciocínio.

Transmite calma e compreensão.

Graça Pires disse...

Gosto de ouvir e ler Júlio Machado Vaz.
Beijos.

Marta disse...

É tudo isso e muito mais....
Sabe o que diz sem "abafar"...
Bom post...
Beijos e abraços
Marta

Joana disse...

Confesso que há dias que não tenho paciência para o ouvir.

Beijinhos

Silenciosamente ouvindo... disse...

Sabe falar com naturalidade e prender.
Um beijo amigo e não me esqueci
de si.
Irene

Mar Arável disse...

Boa pergunta

Filoxera disse...

Boa foto-reportagem.
Gosto deste senhor...
Beijos.

Mulher disse...

Tb gosto dele.
Bom fim de semana.Bjinhos.

Evanir disse...

Um feliz final de semana meu amigo do sofa amarelo.
beijos no coração ,Evanir..

Obs:Não achei seu Pais no blog pode me informar ?

tulipa disse...

Júlio Machado Vaz

um sonho,
poder estar lado a lado deste Senhor,
ouvi-lo, senti-lo ali perto...
e, não fui contigo;
nunca me perdoarei...

Ele é saudável!
Gosto de ouvir este Senhor.
Transmite calma e compreensão.

Mas, hoje antecipei-me
e andei pela Avenida da Liberdade, a ver se te via por lá...
eram tantos os paparazzis...

O Mega Pic Nic é um evento de entrada livre. A organização está a cargo do Continente em conjunto com a Câmara Municipal de Lisboa, a CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal, o Clube de Produtores Sonae, e a RTP como media partner.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Sim este senhor sabe como nos encantar...a falar e a escrever.
Quanto ao amor ... tantos quantas as formas de amar.

Maria João disse...

Por ser tanto e tanta coisa. Por ser tudo, é ( sempre foi) tão díficil o amor, quanto díficil é ele próprio e a experiência que dele temos.

Um beijinho

Dulce B. disse...

Gosto imenso de ouvir e ler Júlio Machado Vaz.
Bj.