domingo, 11 de setembro de 2011

O MEU 11 DE SETEMBRO DE 2001

Quando eu era pequeno pensava que a América era tão poderosa que controlava tudo e todos e que, por exemplo, sabia da existência de cada bichinho que eu encontrava nos campos, de cada formiguinha no meio de todas as outras, de cada aranha na sua teia, de cada planta e pessoa... mas enquanto ia crescendo começava a aperceber-me de algumas falhas da América, até que comecei mesmo a duvidar que eles soubessem realmente de tudo sobre tudo e sobre todos... e no dia 11 de setembro de 2001 tive então a certeza que a América não era assim tão poderosa e que não havia nenhuma ordem nem nenhuma lógica no Mundo: que tudo estava ao acaso... e assim continuo a pensar, 10 anos volvidos sobre o mercantilismo do terrorismo em directo!

Recuando 10 anos no tempo, lembro-me que tinha acabado de almoçar com um amigo num sítio onde não havia TV. A bica íamos tomá-la a outro lado, aí sim, havia TV, com muitas pessoas a olharem para ela e a fazerem tanto barulho que não deu para perceber bem o que se estava a passar. Como era hora dos telejornais da tarde pensei que se tratasse de um novo filme a exibir em breve nas salas de cinema, mas logo fiquei a saber que não! Cheguei à recepção do jornal mesmo a tempo de ver na pequena televisão dos seguranças o 2º avião a embater numa das Torres Gémeas...

E vocês onde estavam no dia 11 de setembro de 2001?

(na imagem a antevisão do local das antigas Torres Gémeas nos finais de 2012)

13 comentários:

Joana disse...

Eu estava na escola, e não me lembro de nada desse dia. Só sei que agora, quando penso em "EUA" vem-me imediatamente à cabeça esse atentado.

p.s.: então achavas que a América era Deus :P

Sofá Amarelo disse...

Joana, só pensei até aos 3 anos de idade, hahahah, depois perdi as ilusões! :o)

Pedrasnuas disse...

Não me lembro bem...mas sei que fiquei chocada e não era para menos, a grande potência mundial a ser decepada daquela forma... foi qualquer coisa....de brutal

Joana disse...

Eu estava na faculdade. Nesse dia a minha melhor amiga de curso soube que tinha terminado o curso. Estavamos a planear à noite irmos jantar com os amigos mais próximos.
Como onde almaçamos não havia tv, só quando fomos beber café vimos que havia uma torre em chama e passado uns segundos outro avião bate na 2ª torre. Mas no café ninguém estava a perceber nada.
Só ficamos a saber o que se passava quando ligamos a um outro amigo a perguntar o que se estava a passar.
Ao jantar, estavamos preocupados mas nada alarmados. Acho que nenhum dos presentes tinha verdadeira consciência do que tinha acontecido. Essa só se verificou no dia seguinte com todos os alarmismos que foram difundidos pelo mundo.

Beijinhos

elvira carvalho disse...

Eu estava em casa. Lavava a loiça e vi de relance o primeiro avião mas nem me apercebi e pensei que era algum anúncio de filme. Pouco depois o 2º já me apanhou mais atenta e então fiquei sem reacção. Sabia que aquilo estava a acontecer e ao mesmo tempo dizia que não podia ser, eu não estava a ver aquilo. Logo depois o marido telefonou e aí "acordei" para a realidade.
um abraço e bom Domingo

Marta disse...

Eu estava no escritório e o marido de uma colega telefonou, a dizer que um avião tinha embatido numa das torres...
Largou-se tudo o que se estava a fazer e fomos para a sala de reuniões, onde havia uma TV e assistimos ao 2º avião embater na outra torre...Durante a tarde, não se falou em mais nada...Foi um verdadeiro choque...
Beijos e abraços
Marta

tulipa disse...

Eu estava no trabalho.
Num dos colégios da Casa Pia.
Só havia televisão no gabinete da Directora e ela viu e veio chamar-nos, fiquei arrepiada a ver aquelas imagens.
Ela contou-nos que já tinha visitado NY e tinha estado lá em cima, nas Torres Gémeas do WTC.

Sobre o comentário que deixaste MUITO OBRIGADO PELA VISITA
mas sobre as Festas
ufa...nem vê-las
já oiço a 1km de distância o barulho; esta tarde foi horrível
fiquei com uma dor de cabeça
em casa sempre a ouvir durante mais de 1h foguetes e fogo de artifício, foi a procissão...
que horror!!!
é preciso gastar tanto dinheiro nestas coisas com tantas pessoas cheias de fome?
Não concordo!

Sei que amanhã
vem cá o Tony Carreira...as histéricas vão encher as ruas...Deus me livre!
Gostava de fotografar algum artista, mas...qual?
os artistas não são por aí além.

Beijinhos.

Luís Coelho disse...

Estava a trabalhar como fazíamos todos os dias.
Alguém recebeu a notícia via telemóvel e de imediato, todos procurámos saber alguma coisa mais.

Senti um vazio muito grande.
A América que me mostravam forte e poderosa afinal era bem frágil e os seus opositores conseguiram prová-lo.

Hoje todos reconhecemos que a violência é o pior caminho e o que mais vitimas faz.
Não compreendo nem aceito a morte dos inocentes nem aceito que sejam principalmente eles a pagarem a factura.

A América deveria fazer a paz e não a guerra.

O Puma disse...

No dia que refere morreram pessoas de 90 nacionalidades

nos outros que os EUA patrocinam
os genocídios sem imagens mediáticas
"apenas" são mortos

Sofá Amarelo disse...

Puma,
e as mais das vezes passam numa simples nota de rodapé nas televisões - a queda das Torres Gémeas não provocaram 'só' 3000 mortos mas muitas centenas de milhares... e continuam....

BRANCAMAR disse...

Salvaguardando a lamentável perda de inocentes que o terrorismo provoca e em homenagem a eles terei que lembrar este dia, mas lembro-o já muitos anos antes, pela perdas de outras vidas num 11 de Setembro no Chile, que todos parecem esquecer e que impôs uma ditadura atroz que não só nesse dia, mas durante muitos anos provocou um sem fim de mortes e desaparecimentos.

Beijos
Branca

lino disse...

Eu estava de férias e, depois de almoçar, fui ao café, onde cheguei 5 minutos após o primeiro embate e a tempo de ver o segundo em directo. Quando a minha mulher chegou disse-lhe: Que forma assassina o Bush arranjou para ficar na história. Penso o mesmo até hoje.
Abraço

Ana disse...

No 11 de setembro também estava a ver as noticias e vi o segundo embate em directo, foi uma grande tragédia e sobretudo um grande golpe no orgulho americano, acho que até 2001 eles também pensavam que mandavam no mundo e tiveram a prova do contrário da pior maneira possivel...
beijinhos