sexta-feira, 8 de abril de 2011

CHOROS E TRISTEZAS NO... DIA SEGUINTE AO PEDIDO DE "AJUDA" AO FMI!

Tinha curiosidade em ver o semblante dos portugueses no dia seguinte ao pedido de "ajuda" ao FMI. É que a julgar pelo que se passou na Grécia, a princípio ninguém se importou, mas com o tempo as pessoas foram perdendo a capacidade de rir, depois de sorrir e finalmente de esboçar um simples esgar de mexer os lábios e as bochechas... pelo menos a julgar pelas muitas reportagens que têm passado nas televisões.
Levantei-me cedo no Dia Seguinte, saí para a rua aí pelas 9 horas, cruzei-me com pessoas vestidas de escuro, algumas mesmo de negro, pessoas de semblantes carregados, pessoas de rostos apreensivos, pessoas tristes. Falavam baixinho, olhavam para o chão, comentavam a vida que tinham tido até este dia: as alegrias, as viagens, os bons momentos... Havia mesmo pessoas que choravam a choro solto, outras tinham os olhos vermelhos a indiciarem que tinham passado a noite a chorar. O Dia Seguinte amanheceu carregado de angústia...
... mas o funeral decorreu de uma forma discreta... afinal tratava-se uma morte anunciada, por assim dizer, o falecido há muito que estava fragilizado...

8 comentários:

Papoila - BF disse...

R.I.P :)
mas acho que não vale a pena chorar...pelo contrário deveremos sorrir porque não tardará muito até que um imposto sobre o sorriso seja uma das medidas impostas no novo PEC :)

Beijo
BF

A Luz A Sombra disse...

Sabes... o FMI já é meu conhecido, e talvez por isso não choro e se me visto de preto é porque o preto é uma das cores que me fica melhor.
Se as pessoas continuarem a ignorar como o País se encontra o continuarem a viver brincando aos "ricos" quando são pobres, terão tempo para chorar.
Os portugueses perderam a cabeça com tanta facilidade e tanta oferta, de coisas pouco importantes, e é necessário que voltem a ser o que eram, "peritos" em economia.
Não brinco com uma situação tão séria, mas não tenho medo de enfrentar o futuro. Quem quer trabalhar encontra trabalho, emprego é que já não existe.
Isto é sério Alex e temos de não deitar lenha numa fogueira... "que arde... sem ainda se ver..."
A Luz A Sombra

DairHilail disse...

Alex...Pois já sabíamos que ia acontecer a qualquer momento...Continuemos a sorrir e a sonhar ^.^
Olha utilizei uma foto tua (ando a renovar alguns dos meus poemas...ora vê - http://sereilouca.blogspot.com/2008/04/breve-viagem.html -
bjkas ^.^

Diário de um Anjo disse...

Eu tenho receio. Porque com o anuncio da liberdade de despedimento, a escolha das cunhas venha a prevalecer sobre a eficiencia.
bjs

Joana disse...

Agora vai ser cada vez mais o salve-se quem puder. Ao o povo aprende a unir-se outra vez e a ser solidário ou então vamos todos penar bastante.

Beijinhos

Ana disse...

Os portugueses são eximios em meter mãos á obra e resolver os problemas, o problema é que agora que se começas a aperceber que não valem a pena os sacrificios se depois somos roubados pela classe politica!
Beijinhos e valha-nos este sol (que por enquanto não pagamos!)

Maria João disse...

Que o desalento não mate em definitivo a esperança. É com ela que se erguem os braços que tanta falta fazem para erguer do fundo dos mares as redes que trazem vida.

Um abraço

Paulo Sempre disse...

"funeral decorreu de uma forma discreta... afinal tratava-se uma morte anunciada"

Sem dúvida...