quarta-feira, 1 de julho de 2009

EXPOSIÇÃO DE MANUEL MAFRA NO MUSEU DE CERÂMICA NAS CALDAS DA RAINHA

Hoje acordei ao som estridente do telemóvel... corri para ver se era o número desejado mas acabei por constatar que eu era próprio. Sim, eu próprio... ou pensam que só Luís Represas pode falar «entre mim e eu»? Pois, tinha posto um alarme para me avisar a mim próprio do último dia da exposição do ceramista Do séc. XIX, Manuel Mafra, em exposição, pois onde haveria de ser, exactamente naquela cidade de que falei no post anterior, a mui nobre e bela Caldas da Rainha, mais precisamente no Museu da Cerâmica.

Levantei-me num ápice, fiz a barba mal feita (até me cortei no queijo!), vesti uma meia de cada cor, bebi o leite sem chocolate, comi a torrada sem manteiga e ala que se faz tarde e ainda tenho quase 100 km até lá chegar - pelo caminho usei o telemóvel para desmarcar as coisas chatas da vida. Antes de o Sol estar a pino estava eu à entrada do Museu de Cerâmica... entrei pelos seus jardins mágicos... e logo descobri a exposição de Manuel Mafra... e descobri também que... afinal a exposição não acabava hoje mas ainda tinha mais uns meses para encantar. Mas não dei o tempo por mal empregue... as Caldas têm magia nas pessoas e no sentir! E se fossem lá ver? Garanto-vos que vale a pena por vários motivos... pode ser que se cruzem comigo nas muitas deambulações que faço por terras onde Sua Majestade outrora ia a banhos!

2 comentários:

Maria disse...

Vou lá tantas vezes...
Mas perdi esta exposição!

Beijinhos

Pepper disse...

Fizeste a barba ou desfizeste a barba?!

Hein???

Beijos do outro sofá