segunda-feira, 20 de julho de 2009

VIAJEI ATÉ AO PAÍS DO SOL DA MEIA NOITE


Viajei até ao país do Sol da Meia Noite
Para ver o teu rosto sempre iluminado,
Esperei nos entroncamentos desta Vida,
Descobri cidades de ruas encantadas,
E jardins de árvores e mantos verdes.
Subi serras por caminhos misteriosos
Desenhei palavras em forma de sons,
Troquei mensagens em linhas paralelas,
Desdobrei poemas enrolados em papel
Sempre longe do Mundo, Longe de Tudo.
Viajei até ao país do Sol da Meia Noite
Sem saber porquê e com que fim... 
Talvez por nada... Talvez por tudo. 
Mas de certeza porque Sim!

4 comentários:

escarlate.due disse...

olha que o país do sol da meia noite é fantástico!

elvira carvalho disse...

E encontrou o que procurava?
Um abraço e uma boa semana

Maria, Simplesmente disse...

Quem me dera viajar até ao País do Sol da Meia Noite!... Mas... com uma boa companhia...
Boa semana
Maria

Graça disse...

Quando se têm certezas assim, nada mais há a fazer... a não ser um poema, claro!

Beijo