domingo, 14 de dezembro de 2008

O MAESTRO DO CABELO BRANCO E LISO QUE CAÍA PARA A FRENTE QUANDO ELE AGRADECIA!

A HISTÓRIA

O concerto tinha sido divinal! Milhares de pessoas de pé aplaudiram durante 20 minutos as várias dezenas de músicos, as duas centenas de pessoas do coro, os seis cantores e em especial o maestro do cabelo branco e liso que caía para a frente quando ele agradecia... No entanto, ele estava inconsolável! Não que tivesse havido uma nota fora de tom ou uma voz uma oitava abaixo ou acima. Nada disso!

Ele estava inconsolável... tudo tinha corrido tão bem e no fim... tunga! Desastre! O maior da sua carreira! Coisas que não se repetem, oportunidades únicas na vida, podem passar mil anos e nunca mais acontecerá algo parecido... para o ano? Ora, para o ano já nada poderá ser como foi!

Pois é... o fotógrafo fez centenas de fotos do concerto e do maestro e perdeu a melhor, a irrepetível, a única, a soberba, a da diferença... o beijo que o maestro do cabelo branco e liso que caía para a frente quando ele agradecia deu nos lábios da jovem namorada no fim do concerto...

2 comentários:

Mulher disse...

O cabelo é giro, mas tb gostava de lhe ver a cara!!!
Outra oportunidade surgirá, para fotografar o tal (ou outro) beijo na miuda.Fica bem amigo.

mariam disse...

:)
Bochmann é uma maravilha! e nesta fotografia apanhaste um belo momento também! tão característico dele, o seu cabelo! Parabéns!

um sorriso :)