sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

PRIVILÉGIO DE VER, OUVIR E FOTOGRAFAR BALTAZAR GARZÓN


Foi na Casa do Alentejo pela comemoração dos 60 anos dos Direitos Humanos e pelos 10 anos do Nobel de José Saramago

3 comentários:

argumentonio disse...

o Ditos associa-se à celebração de tanto direito encartado com a recordatória do belo artigo 1º:

«Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.»

É claro que importa sublinhar, de entre tão harmoniosas palavras, a envolvente participação de três conceitos fundamentais - liberdade, igualdade e fraternidade - que naturalmente referenciam a Revolução Francesa de 1789 e são também significantes refereciais da Constituição da República Portuguesa, cujo texto preambular proclama bem poeticamente «a construção de um país mais livre, mais justo [a igualdade] e mais fraterno»

estamos então cheios de motivos de comemoração, sem perder de vista o tanto que (nos) falta fazer para a realização de tão nobres ideais, de tão admiráveis normas jurídicas e de tão dignos direitos!!!

;->>>

Filoxera disse...

Sempre actual!
Beijos.

Lia disse...

Deve ter sido simplesmente fantástico!!!E como sempre ,tu estás lá!
Beijocas