domingo, 21 de dezembro de 2008

ROSA DE INVERNO... PORQUE HOJE É DIA DE SOLSTÍCIO!


Saí por aí à procura
de uma rosa
que não fosse de Verão
nem de Primavera,
que não cheirasse a Outono,
uma rosa que fosse apenas
uma quimera
sem dono!

E porque tudo
o que queremos fazer
fica feito... se o fizermos,
e porque tudo
o que queremos dizer
fica dito... se o dissermos,
e ainda talvez
porque tudo é eterno
se nós assim o quisermos...

Aqui fica uma Rosa,
aquela que vos trarei,
é uma Rosa de Inverno...
a única que eu encontrei!

12 comentários:

Marta disse...

A rosa de Inverno - única, rara, mas com um cheiro que nos faz sonhar...
Para um reino encantado cheio de rosas...
Onde tudo é eterno...
Bom poema...
Beijos e abraços
Marta

mulher disse...

A rosinha é de inverno mas é linda.
sim vamos entrar verdadeiramente no inverno, parece-me que só pelo calendário mesmo.
Xi.coraçao

Anónimo disse...

Então e não é que hoje o Sol aqueceu como se fosse Verão!?
E a rosa!
Que não é rosa sem espinhos.

folha caída disse...

Vi esta rosa e lembrei-me do ramo que colhi há dias na hortinha do meu pai. Quem plantou e tratou das roseiras até há um ano foi a minha saudosa mãe que partiu...
O Inverno é duro como às vezes a vida, mas o sol vai acrescentar a pouco e pouco a luz dos dias, a partir de hoje!

Um abraço, Alex e parabéns pela poesia.

Filoxera disse...

Poeta!... Está lindo, o teu poema.
Beijos.

argumentonio disse...

solstício?
abraço adventício e feliz quadra festiva, plena de harmonia, luz e poesia!!!

Lia disse...

Só te posso dizer,que tens veia de poeta...que fazes da escrita uma arte e das palavras um "Mundo".
Muito bonito o teu poema!;0)
Gostei da Rosinha:0)
Gosto da música;0)
Um beijo*

Sol da meia noite disse...

É uma rosa que desafia tempos...
Fora de tempo, as rosas podem florescer belas!

mariam disse...

Sofá Amarelo,
linda a rosa, belas as palavras... parabéns!

duas coisas que tanto gosto, flores e poemas...

Tenho estado em C.Branco e um pouco "arredia" daqui...

renovo os votos de FELIZ NATAL! que de AFECTOS seja esta quadra e que se estendam em cada-dia do Novo Ano, é o que desejao para ti e os que mais amas.

um afectuoso abraço e o meu sorriso :)

mariam

pingente disse...

bonita a rosa a rosa de inverno que conseguiste encontrar.
e porque tudo fica dado... se o dermos e se houver alguém para receber.
um abraço
luísa

Violeta disse...

Lindo o poema da tua rosa de inverno. Linda atua rosa.
Boas festas

girassol disse...

Deixo este poema homónimo que fiz para uma homenagem ao Eugénio de Andrade em comemoração dos seus 80 anos. Está, com muitas outras participações de poetas de vários países editado num livro que se chama precisamente "Em Jeito de Homenagem a Eugénio de Andrade"

Rosa de Inverno

Sigo as pegadas
Na neve
Que os teus passos aqui deixaram
Ao de leve
Junto às tuas
As marcas dos meus pés
Vou ao encontro do teu perfume
Rosa de Inverno que és
Aquecer-me-ás no teu lume

Maria Belmira
26/8/2000

Boas Festas!!!...