quinta-feira, 3 de setembro de 2009

"BOA NOITE, EU FUI A MANUELA MOURA GUEDES"

NOTA 1 DA REDACÇÃO DO SOFÁ AMARELO: "Com toda esta polémica o Jornal Nacional da TVI desta Sexta-feira acabou por ganhar pelo menos mais um par de olhos audiométrico: os meus! Apresentado por uma pivot que eu nunca tinha visto, o JN abriu com a tal peça sobre o Freeport, com primo para aqui, tio para acolá (vamos ver no que dá!), e foram atiradas mais algumas achas para uma fogueira que arde em lume tão brando que se vai apagar com certeza, como se apagaram outras.

NOTA 2: como em todos os posts de todos os blogues que tenho ou já tive, para mim mais importante que aquilo que eu publico no blog são os comentários... mas desta vez os comentadores do Sofá Amarelo excederam-se: no bom sentido, entenda-se! Os comentários a este post são de uma qualidade tal que melhoram muito - mas mesmo muito! - aquilo que eu escrevi! Obrigado pela... partilha (acho que se pode dizer partilha). Super obrigado! Enriqueceram um post normalíssimo.


Nunca a canção que Manuela Moura Guedes cantou no princípio dos anos 80, "Foram cardos, foram prosas" fez tanto sentido na vida daquela ex-apresentadora de TV e depois jornalista, como agora na sequência despoletada pela 'censura' feita pela nova Administração da TVI.
E, a 3 semanas das eleições legislativas, esta polémica veio mesmo a calhar para colorir um pouco a campanha cinzentona que está a ser feita e a desviar os portugueses dos reais e profundos problemas de Portugal. Até o Dinamarca-Portugal em futebol perdeu a importância que 'devia' ter! Na mouche! Nem de propósito! Ah, valentes e inteligentes politiqueiros! E que grande golpe audiométrico da TVI numa altura em que as audiências da 4 têm caído a pique!
Confesso que não sabia que a TVI tinha um jornal especial à Sexta, por norma ouço os noticiários na rádio e leio as notícias nos jornais, televisão é para ver uma ou outra série pela noite dentro e algum futebol estrangeiro, porque o futebol português estás pelos relvados da amargura!
Agora se houve censura ou não, compete às autoridades competentes analisar e decidir. Eu acho que as notícias que eram para ser divulgadas nesse jornal especial podem bem passar para um jornal normal, basta a Direcção de Informação querer, mas... é verdade, a Direcção de Informação da TVI demitiu-se em bloco... Cá por mim acho que algumas coisas vão ficar por revelar em relação a alguns temas quentes mas já estamos habituados a isso e daqui a uns tempos já ninguém se lembra... e a banda continua a tocar e a procissão a passar...

10 comentários:

Belisa disse...

Olá :)

Sim, a banda continua a tocar e a procissão a passar. Até quando...
Gostei do teu sofá amarelo, de me sentar e ler o que escrevestes.
Até outro dia
Beijos

argumentonio disse...

pois a historieta à volta da TVI dificilmente convence:

1º - o futebol nacional está bem e recomenda-se, como pode comprovar-se por factos inquestionáveis, ó vejamos:
a) o Belenenses goleou o Lagoa, clube sempre difícil...;
b) o Benfica ofereceu aos setubalenses uma lata de conservas Ramirez com 8 sardinhas;
c) a selecção conseguiu mais uma aquisição de peso e de futuro, de seu nome levezinho e na idade dos 32 !

2 - o jornal da 6ª-feira na TVI era francamente deplorável, a julgar pelos 3 ou 4 trechos que vi, sendo que num deles estava o Bastonário dos Advogados a desancar forte e feio na apresentadora que ficou pasma e (ainda mais) boquiaberta além de avermelhada e a balbuciar de envergonhada; no caso de acabar e se tal for atribuível ao Governo (mas como???) então aleluia e é dos poucos motivos para favorecer a difícil campanha eleitoral do PS, na única medida que cumpriu sem ter prometido!!

3 - o mito de que fica seja o que for por noticiar só pega em empedernidas mentes cépticas pois obviamente qualquer matéria noticiosa, a existir, aparece antes de um fósforo na blogosfera, num jornal qualquer (assuntos destes são aliás mais apropriados para um jornal qualquer...) ou em toda a estação de TV, seja I, J, enfim, o abecedário inteiro ou mesmo noutra carta "anónima" encomendada por alguma alma arreliada e de mal com o mundo inteiro como o mundo inteiro está cheio, inferno incluído

apetece concluir: e se esse tipo de jornalismo fosse ou bugiar ou aprender a profissão?

;->>>

gimbras.nofuturo.com disse...

Para mim é simples: a nova direcção da TVI não quer continuar com o triste folcore que era aquele dito espaço noticiário. Duvido que haja influência, mas mesmo assim que se investigue.

Agora é certo que é a própria Comunicação Social que, ávida de polémicas para viver, inflacciona tudo exarcebadamente porque, está visto, campanhas eleitorais sem polémicas não vendem jornais.

Carlos Albuquerque disse...

O título deste post é uma peça de arte! Parabéns, costela jornalística...
Afectar o futebol? A fotografia de argumentonio é um bijou.
Quanto ao resto, meu caro Sofá, isto mais parece uma Ópera-Buffa, mas não deixa de suscitar algumas interrogações:
1)- a suspensão do JN de 6º feira da TVI só veio prejudicar a campanha do PS, caiu-lhe em cima o Carmo e a Trindade! Sócrates é masoquista? Apenas o PCP não levantou o dedo acusatório, sendo comedido no comentário;
2)- MMG tinha "cachas" e novidades sobre o Freeport. Óptimo, precisamos é de informação que destape, se for o caso, o que possa andar por aí escondido. Tal material não é dela, mas da TVI. Porque não é apresentado? Não há direcção de informação. Não é bem assim, o director está,interinamente, em funções. A coragem não se esgotou, certamente, no seu pedido de demissão. Mesmo que assim fosse, os editores estão lá, em exercício pleno, alguns deles até apresentam os telejornais!
3)- falou muita gente. O último a vir à liça, creio, foi Moniz, ex-patrão da TVI e, igualmente, ex-provável candidato à presidência do Benfica, marido de MMG. Disse ele que a liberdade de informação em Portugal está ameaçada e que no caso há dedo político. Bom, Moniz também foi patrão da RTP onde apresentou, ele próprio, durante anos, um jornal especial - o Jornal de Sábado! (esta dos jornais especiais é de família!). A linha editorial do JS nada tinha a ver com a dos restantes jornais da RTP. Na altura o governo era do PSD e o ministro com a tutela da Comunicação Social chamava-se (e chama, Luis Marques Mendes). Lembram-se, provavelmente nem todos que a memória de muitos é curta, que naqueles tempos todo o leque político (à excepção do PSD),sindicatos e franjas da chamada sociedade civil se manifestavam acusando a RTP de manipulação da Informação e favorecimento da imagem do governo?
MMG estava, também, na RTP.
4 ) - MMG casou, na altura, com Moniz, indo, de seguida para a vida política, acabando por ser eleita deputada pelo CDS chefiado por Manuel Monteiro. Terminou a passagem pelo Parlamento e deu-se à publicidade, anunciando um detergente para máquinas de lavar roupa. Pouco depois ingressou na TVI para onde também já se tinha transferido o seu marido.
------------
Vi algumas edições do JN de 6º Feira. Sempre me pareceu um formato de jornalismo tabeloide e distorcido, de que não gosto. Deixei de ver. Mas o facto é que o JN tinha audiências. Se as tinha é porque havia quem gostasse. O gosto é livre, mesmo o mau-gosto!
Um forte abraço e um pedido de desculpa pela extensão do comentário

Maria, Simplesmente disse...

Cinzentonas são todas as campanhas eleitorais, e não sei para que existem uma vez que já poucos lhes ligam.
É sempre volta o disco e toca o mesmo, e nós já estamos fartos (quer dizer nós... eu).
Há quem goste desta fase das campanhas, há mensagens que fazem rir muitos e pensar poucos e pouco, os bonecos estão giros, o pior de tudo, é que a seguir desata tudo a lamentar-se depois da fase passar.
Isto devia ser proibido e considerado pela ASAE como propaganda enganosa e a porta fechada.
Se soubesses o que me faz lembrar!!!!!!!!!
Até já encontro quem desejasse o regresso não dum só D. Sebastião mas de ... imagina... 6.
Se tiveres problemas com a censura ao colocar este comentário eu compreendo e não te levo a mal. Ilimina.
Outra coisa: eu não gosto da TVI nem da D. Manuela M.G.
Bom fim de semana
Maria

elvira carvalho disse...

Não fiquei muito surpreendida. Na verdade o que me surpreendeu foi ela não ter saído com o marido. Especialmente depois que o marido foi parar ao grupo do Balsemão. Mas uma vez que não saiu na altura, agora é assim um bocado destemperado. Especialmente por causa da campanha eleitoral em curso.
Se foi censura ou não, talvez venhamos a saber ou talvez nunca se saiba, mas que deu muito jeito aos dois maiores partidos isso deu. Um pode acusar o outro, o outro pode-se defender, e enquanto eles se divertem, neste jogo do gato e do rato o Zé-Povinho é que se lixa.
Muito obrigada pelos parabéns, três minutos antes, esperava que passasse ontem pela festa.
Um abraço e bom fim de semana

mariabesuga disse...

Ó Alexandre... é "a banda a passar cantando coisas de amor..." que é para a malta ficar emocionada e molenga e não ligar a mai nada.
São truques senhor são truques e a malta a deixar-se apanhar...

Bom texto... no contexto, Alexandre.

Beijinhos
Muito bom fim de semana e esquece a Manuela... que não interessa mesmo para nada e a jogada já a topaste...

Sonia Schmorantz disse...

Hoje estou passando rapidinho, para te desejar um lindo final de semana e te deixar um beijo...

pin gente disse...

ahahahah
não sei qual das tuas frases me deu mais vontade de rir!
comecei logo no título!!!

beijos

Bichodeconta disse...

Decididamente não virei enriquecer nada no teu espaço, lamento !Mas justifica-se, eu que normalmente ando tão informada, imagina que uma semana depois o meia laranja que durante toda a semana trabalhou em horários impróprios , o que impede que possamos ter algum diálogo mais sério, dizia eu, perguntou a minha opinião sobre o que se passou ali naquele dia em que alguém cortou o pio á Manela..Fiquei aflita, eu não tinha ouvido falar de nada, simplesmente eu pouco vejo televisão, leio na net as noticias, mas nada, não ouvira falar de nada uma semana depois.. Quando a chave entrou na ignição do carro(carroça) liga-se o rádio, e estava salva a situação, todas as estações de rádio comentavam o assunto, juntei as peças, vi que o caso é mais grave do que parece, o lápis azul voltou a funcionar, ali anda mãozinha de reaça.. Mas porque eu sou lerda, Alex amigo só descobri a noticia uma semana depois.. Lamento assim o atraso, mas certamente comungamos da mesma opinião..Um abracinho, boa semana..