quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

AFINAL, O BEIJO PROMETIDO FOI... QUASE-BEIJO!

Quando o beijo
é quase-beijo
fica na boca o desejo,
e eu prevejo
que o beijo
andou próximo
do solfejo
e daqui antevejo
que o agora
quase-beijo
vai dar lugar
noutro lugarejo
a um beijo
que não será quase
mas será um beijo
que extravase
a viagem dos sentidos
pois daqui eu vejo
que o quase, quase-beijo,
vai acabar no desejo
de um interminável... beijo!

8 comentários:

Luís Coelho disse...

E quando é que o beijo é quase beijo de amor, de ternura e desejo....???

Quando é que o amor passa por nós e se perde no vento sem a música do solfejo que nos entra na alma em qualquer lugarejo...???

Quem ama com desejo se traduz e se confunde num beijo que não tem fim e apenas se quer interminável.

Diário de um Anjo disse...

Acertei:-)
beijinhos

Joana disse...

Cá para mim tu não conseguiste foi "apanhar" o beijo! :P

Beijinhos

play time disse...

quantas emoções se podem transmitir num beijo...

Play time

lino disse...

Pelo andar da carruagem, para apanhares o beijo ainda agora tinhas de estar à coca.
Abraço

Maria João disse...

Tornou-se tão tímido o desejo de um beijo que,no intervalo, ficou o quase, adiamento efervescente e não ausente e assim, naquele instante, em abraço concretizado.

Bem que a minha intuição estava certa!

Um beijinho e a minha amizade.

CF disse...

Mas que bem esteve este beijo!!! tomara todos os beijos se descrevessem assim, com tanto sentir num só gesto...
Bom, eu não acertei na previsão... fui algo "pessimista"... mas depois vêm as pazes que tb acabam assim em beijos
Abraço

Ana disse...

Foi um grande beijo de certeza.