sábado, 12 de junho de 2010

PRIMEIRO FORAM AS MÃOS QUE ME DISSERAM...

... que ali havia gente de verdade / depois fugi-te pelo corpo acima / medi-te na boca a intensidade / É tão difícil encontrar pessoas assim bonitas / É tão difícil encontrar pessoas assim bonitas (clicar para aceder à letra completa)

"Não sei quem inventou a Vida! Tenho um palpite mas não tenho a certeza!
Mas seja quem for que inventou a Vida, o meu muito, mas muito obrigado!"


Com muita pena minha, e depois de seis anos seguidos de presenças, neste 10 de Junho não consegui estar em Constância a fotografar e a usufruir das tertúlias que todos os anos o Pedro Barroso comanda naquela vila à beira-Tejo! Resta-me a sorte de já ter estado em mais de uma vintena de concertos dele mas de encarar cada um como especial.
Para mim, o Pedro Barroso é um dos melhores compositores e poetas portugueses. A isso, alia uma voz poderosa e única! Senão, atentemos na letra e na melodia de algumas canções, como:


Deixei pousar minha boca em tua fronte
toquei-te a pele como se fosses harpa
escorreguei em teu ventre como o vento

e atravessei-te em mim como se fosses farpa

Deixei crescer uma vontade devagar
deixei crescer no peito um infinito
morri da morte lenta do desejo
e em cada beijo abafei um grito

Quando desfolho o livro velho da memória
sinto que o tempo passado à tua beira
é um espaço bom que há na minha história
e foi bonito ter dito companheira

Inventei mil paisagens no teu peito
rebentei de loucura e fantasia
quando me olhavas devagar com esse jeito
e eu descobri tanta coisa que não via

Havia em ti uma forma grande de incerteza
que conseguias converter em alegria
havia em ti um mar salgado de beleza
que me faz sentir saudades em cada dia

Quando desfolho o livro velho da memória
sinto que o tempo passado à tua beira
é um espaço bom que há na minha história
e foi bonito ter dito companheira

7 comentários:

Joana disse...

As letras dele são fantásticas. Muito poderosas e com mensagens lindas.
Muito bonita a homenagem.

Beijinhos

Ezul disse...

"É tão difícil encontrar pessoas assim bonitas" - é uma das frases que mais tenho repetido nos últimos dias, pelo sentimento que contem, por reconhecer nela o encanto que algumas "pessoas assim tão pessoas" despertam em nós. E é tão bom ainda conseguir encontrar pessoas assim! Não sei por que razão me "perdi" das palavras e da voz deste autor, eu que sentia o encanto da Menina dos Olhos de Água, mas reenconrei-o nos últimos dias, saudosa dessa extraordinária forma de cantar e de sentir, das imagens tão bonitas que cria e que me fazem pensar como gostaria de ter sido eu a escrevê-las, assim tão essenciais e cristalinas!
Muito obrigada pela partilha!
Bom fim de semana!
Beijinhos!
:)

© Piedade Araújo Sol disse...

tem letras bonitas e canta muito bem.

beij

lino disse...

Um grande, em todos os sentidos.
Abraço

Rosa Carioca disse...

Uma figura ímpar! Gosto imenso.

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Gostei amigo, estás inspirado, rs


Abraço!

tsiwari disse...

eu estive a vê-lo, a ouvi-lo,... em Lousada, pelo 25 de Abril.
fantástico.