domingo, 18 de outubro de 2009

(IM)'PERFEITO CORAÇÃO' - Estreou a nova telenovela da SIC com a história mais esquisita que já vi...

Deixem ver se eu entendo: a filha Leonor (Sandra Barata Belo) do Jardim Gonçalves lá do sítio está numa violenta manifestação contra as desigualdades sociais, onde a PSP (acho que isto vai dar bronca, não fica bem mostrar a verdadeira PSP a bater em manifestantes, mas os produtores é que sabem!) malha nos manifestantes a torto e a direito, nomeadamente na filha do tal magnate. Aparece, então, um rapaz de nome Pedro (Ricardo Pereira) a salvar a jovem. Logo ali se apaixonam e se beijam... mas ele parte para a Suíça no dia seguinte (bolas!). Ela vai atrás dele e no Metro de superfície da cidade encontra-o logo ali ao virar da esquina (a Suíça deve ter poucos habitantes!).
Voltam para Portugal, ela apresenta-o ao pai, que é contra o namoro. Pedro - por 'coincidência' - já tinha tido um violento desaguizado com o 'futuro' sogro... quando sai da mansão é violentamente atropelado, Leonor vê tudo, vão para o hospital, o médico (pago pelo magnata da banca!) diz que Pedro morreu mas... na verdade Pedro está em coma profundo, e o pai de Leonor compra o silêncio aos pais de Pedro... e depois aparece o primo do tio do afilhado que é irmão do padrinho e enteado da cunhada que é prima da nora da sogra e sobrinha da tia da mãe... puxa, será que ninguém vê que o idioma original de Camões não se presta a este tipo de histórias? Soa tudo a falso! É tudo falso! Ainda se fosse em português do Brasil... As novelas portuguesas para terem algum sucesso têm que fazer com as pessoas minimamente se revejam nalgumas personagens e esta telenovela parece mostrar um mundo que na verdade não existe ou pelo menos não está ao alcance do comum dos mortais.
Mas quem sou eu para estar já a criticar uma coisa que nem sequer vou ver?... Ah, esqueci-me: também entra a Luciana Abreu mas não sei qual é o papel dela... mas também não será isso que me vai tirar o sono...

14 comentários:

continuando assim... disse...

Também vi ...e amim também me pareceu assim tudo um bocado meio esquisito e irreal
enfim

Sonia Schmorantz disse...

Novelas...bah!
Mas passei aqui para te desejar um maravilhoso domingo!
abraço

mulher disse...

Inconscientemente, fui vendo a novela, e olha achei exactamente o que relatas.Além da blusa vermelha andar um ano vestida na mocinha.!!!
Não vou ver, simplesmente pk nao gosto.Mas achei graça ao comentario que fizeste ácerca disso.Seria o meu tb.
Bom domingo bjinho.

Violeta disse...

A minha televisão só tem a RTP2, a Sic Notícias, a Fox Life, o Mov e o canal Mezzo - mesmo assim vejo pouco de cada que a vida é mais do que ver televisão - tudo o resto passa-me ao lado...
bjs

♥ ♥ Eu disse...

Por aqui não há essa novela...

beijos e lindo domingo prá vc!

Ana Sofia Serrano disse...

Olá!
Também vi um bocado e fiquei exactamente com a mesma opinião!
Beijos

Ezul disse...

Ah, bom! Cheguei a pensar que eu é que estava a ser esquisita, pois só ia deitando o olho de vez em quando e achei tudo muito pouco consistente.Enfim!!!
:)

A.J.Faria disse...

Não gosto de ocupar o meu tempo com alienações.

Um abraço!

Maria, Simplesmente disse...

Não te posso dar opinião, pois detesto e não vejo telenovelas.
Não é por senobismo que o digo é porque acho um tempo perdido, que me faz falta para outras coisas melhores.
Pelo menos que eu gosto mais...
Abraço
Maria

Anónimo disse...

A ficção nacional é um importante pólo de criação de emprego e crescimento económico, não imaginam a número de pessoas e empresas que envolve, contribui bem mais do que o desporto "rei"! E além disso, como não tem de respeitar a percentagem de produção imposta pela UE era louvável de se investir nesta indústria.
Em relação à história, é mesmo isso, uma história, por vezes algo exagerada ou talvez não! Uma novela pretende chegar às massas, pelo que vai focando diversas realidades de forma a que de algum modo as pessoas se identifiquem com pelo menos um ponto ou outro.
Quem não se identifica com o amor camoniano ou com paixões arrebatadoras, apenas posso lamentar que viva num deserto emocional. Seja qual for o sentimento humano, é nobre de ser vivido, mas infelizmente a maioria das pessoas esconde-se em máscaras e imagens sociais, nunca realmente chegam a viver, porque nunca realmente chegaram a sentir.

PS - A nível de imagem, cenários e portfólio musical, está excelente! Um trabalho feito por portugueses do qual todos nos deveríamos orgulhar.
Mas imagino que para os pseudo intelectuais, se não é um projecto assinado por alguém com um nome estrangeiro, preferêncialmente hifenizado ou que concorreu a um prémio de cinema alternativo, talvez não seja válido.

Provavelmente este comentário não será publicado, mas não podia deixar de emitir a minha opinião.
Cumprimentos a todos.

Ass.
Sofia

Sofá Amarelo disse...

Olá Sofia,

publico sempre todos os coments. Pela maneira como escreve deduzo que está perto da produção da telenovela. Já fui crítico de TV há uns anos e nessas minhas críticas nunca fui radical nem nunca atingi ninguém por palavras - sou adepto da crítica construtiva. No blog é diferente, se não criar alguma, digamos, 'polémica', o post passa despercebido.

Sou defensor da produção portuguesa em todas as áreas e nesta da TV também, claro. Sobre as telenovelas portuguesas - e não só esta - sempre coloquei algumas reticências em relação aos enredos porque - tal como na maioria dos filmes portugueses - o quotidiano das pessoas normais ou temas bem portugueses raramente são retratados nessa ficção. Mas ficção é ficção, e o público o dirá (as audiências traçarão o sucesso ou o insucesso desta e de outras telenovelas).

Se está ligada à telenovela desejo-lhe as maiores felicidades e um bom trabalho. Obrigado também pelo comentário.

gimbras.nofuturo.com disse...

É uma produção nacional e gosto de apoiar. Mesmo que seja apoiante, tenho senso crítico, e gostei. :)

Pepper disse...

Quando mais inventam, pior se torna a ficção...

Beijos aqui do Sofá Vermelho

Marta disse...

Tomei a decisão mais fácil - não vi...
Para ouvir a Sónia Tavares cantar o "Perfeito Coração", vou ao Youtube ou ouço na FNAC...
Beijos e abraços
Marta