quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O BEIJO MÁGICO DO PAVÃO... NO DIA MUNDIAL DA TERCEIRA IDADE...

Acho que eles sabiam que naquele fim de tarde eu ia tomar um café no bar do paradisíaco jardim do Palácio Galveias, em Lisboa, ali no Campo Pequeno bem pertinho da sede da CGD (mas garanto-vos: no interior do jardim ninguém 'dá' pela azáfama exterior), e encenaram o 'quase beijo', num ritual que me prendeu durante vários minutos... que os pavões eram mágicos, já eu sabia, agora que guardaram tal espectáculo para mim foi um privilégio... e estas são apenas algumas das fotos do 'quase beijo'... que dedico às pessoas da 3.ª Idade, aquelas que mais precisam de beijos... e as que menos os têm, infelizmente! Para os nossos 'mais velhos' uma galáxia de saúde e de... beijos!(clicar nas fotos para as ampliar)

11 comentários:

Filoxera disse...

Bom post, este!
E tu, sempre um romântico.
:-)

Ana Sofia Serrano disse...

Olá!
Eu adoro pavões, são tão bonitos! E românticos, pelos vistos!:D
beijinhos

Ana Clara disse...

E eu fui das poucas sortudas que tive o privilégio de lá estar! :)

AnaMar (pseudónimo) disse...

Que ideia genial.
As fotos fantabulásticas.
Os beijos atirados, uma ternura. Sim, precisam tanto de mimos, estas pessoas de idade , que são crianças outra vez.
Bj

▒▓█► JOTA ◄█▓▒ disse...

ººº
Bom post, amigo e belas fotos.


Abraçooo!!!

Maria João disse...

Um beijo especial que dedicas a quem também é tão especial e que na ausência de beijos, chora em silêncio e solidão.
Ainda bem que provoquei em ti uma surpresa agradável, lá nos meus detalhes... também eu lá estive, no Pavilhão Atlantico, também eu tive esse inesquecível previlégio!

Um abraço

Cristina Bernardes disse...

Obrigado pela visita ao Fascínio das Palavras. Um abraço e até breve.

tulipa disse...

AMIGO
Tudo é belo por aqui.
As tuas palavras deslumbram-me
as fotos seduzem-me.
PARABÉNS.
Foi bom saber que também gostas de FARÓIS.

Digo-te um "segredo" - também gosto de beijos e embora não me considere na 3ª idade, já tenho falta de beijos há muitos anos.

Mais um "MOMENTO PERFEITO" na minha vida, este ano de 2009.
A Câmara Municipal da Moita procedeu ao lançamento do Livro “Poetas Nossos Munícipes”, no passado dia 15 de Setembro, no Auditório Lopes Graça, da Biblioteca Bento de Jesus Caraça, aqui na Moita.
A colectânea tem como objectivo a divulgação da poesia e dos poetas locais e, simultaneamente, incentivar a criatividade literária e o gosto pela escrita. Concorreram 20 participantes (eu incluída) que enviaram 130 poemas, tendo o júri escolhido, por consenso, 66 deles para publicação.
O meu grande orgulho é que enviei 6 trabalhos e 4 deles foram escolhidos pelo júri, estes quatro fazem parte dos 66 publicados no livro.
Convido-te a ver a poesia que foi lida por um elemento do júri, na sessão de lançamento.

Beijinhos.

Maria Clarinda disse...

Excelente post e fotografias par homenagears este dia especial, e, que passou em brancas nuvenspar muitos....
Jinhos

Bichodeconta disse...

E eu que não vi o beijinho dos pavões que deve ter acontecido depois de um ritual da sons e passos de dança. QUANTO AOS BEIJOS NOS NOSSOS IDOSOS E CRIANÇAS NÃO POSSO ESTAR MAIS DE ACORDO CONTIGO..NESTE MOMENTO TENHO UM IDOSO , PESSOA CONHECIDA HÁ MAIS DE 30 anos e que perdeu a companheira.O sr António é uma pessoa expectacular, e por vontade dele, não quer, e penso que nem precisa ir pra um lar. Tem 85 anos, ainda faz bem a sua higiene pessoal, vai almoçar ao restaurante, o filho paga mensalmente, e á noite eu vou, levo uma sopa, e fruta, e janto com ele. Por falta de tempo, o filho e nora decidiram assim, combinamos e é muito bom.MEÇO-LHE A TEBÇÃO, PREPARO OS MEDICAMENTOS PRÓ DIA SEGUINTE, DEIXO ARRANJADA A ROUPA QUE ELE VESTE , METO A LOIÇA NA MÁQUINA, CONVERSAMOS UM POUCO, SE O TEMPO É MAIS ALARGADO JOGAMOA DÓMINÓ.Á SEGUNDA E QUINTA FEIRA A LINA, UMA UKRANIANA EMULHER DE ARMAS, VAI LIMPAR A CASA, LAVAR A ROUPA E PASSAR, TROCAR A ROUPA DA CAMA. AMBAS MIMAMOS O SR ANTÓNIO QUE QUANDO EU PERGUNTO , NÃO ME DIGA QUE HOJE ESTÁ ZANGADO CONNOSCO? RI-SE E RESPONDE.eu nunca me zango com voces, mais ninguém chega aqui ao pé de mim. Quem dera todas as pessoas terem quem os tratasse assim e todos tivessem capacidade económica para dar esta possibilidade de viver os últimos anos de vida de uma forma confortável e acompanhados por pessoas que estão ali porque gostam de estar com idosos.O tema é pertinente.Quando fiz a minha formação em geriatria fi-lo com uma nota excelente, aqui para além da inteligencia é preciso uma parte humana que falta em muitos lugares.Beijinho,

gimbras.nofuturo.com disse...

Lindo.