sábado, 15 de janeiro de 2011

ANGÚSTIA PARA O JANTAR!

Nunca o título de Luís Sttau Monteiro foi tão adequado: não havia necessidade do correspondente da RTP em Nova Iorque relatar os pormenores do estado em que ficou o corpo de Carlos Castro, depois de mutilado pelo - presume-se - jovem Renato Seabra (embora o jornalista "avisasse" que o que iria dizer não era próprio para crianças nem pessoas mais sensíveis... mas disse-o)!
E não havia necessidade de o dizer: às 20.04 boa parte dos telespectadores estão a jantar e não cai bem ouvir dissecar tal crime tão ao pormenor; há muitas crianças a ver - ou pelo menos a ouvir - as notícias; há a família e os amigos dos dois principais protagonistas do caso... e depois quem quiser saber os detalhes ao mais ínfimo pormenor tem jornais e revistas que apresentam os factos de um modo mais apropriado.

Também nas cheias do Brasil - que tantas vítimas já fizeram e tantas histórias já proporcionaram - houve um vídeo que tem sido passado exaustivamente: é o salvamento dramático de uma senhora que esteve muito perto de ser levada pelas enxurradas. Nesse salvamento a heróica senhora ainda segura o cão - Beethoven de seu nome - de certeza com todas as forças que tinha... mas não lhe restaram forças quando, ainda que agarrada à corda salvadora, mergulhou nas águas turbolentas: o cão desaparece nas águas e as imagens bem nos podiam poupar a mais esse drama, quiçá, mostrando o início do drama e depois o final feliz! Até seria de bom tom omitir que alguma vez houve um cão naquela história toda, pelo menos aos telespectadores do telejornal, pois não há mesmo necessidade de a TV nos deixar "angústia para o jantar!"
Mesmo sendo jornalista prezo mais a sensatez que a exibição!
Até porque há coisas que... não havia necessidade!


10 comentários:

Ana disse...

Pode parecer um bocado desumano e egoísta porque a mulher salvou-se mas fiquei com o coração partido ao ver o cão a cair na água.
Quanto ao Carlos Castro já nem sei o que dizer, levam isto à exaustão e não havia necessidade de relatar o sucedido com tantos pormenores.
Faz como eu e não ligues a televisão enquanto jantas.
Beijinhos

JPG disse...

Nos últimos dias tenho mudado de canal à hora de almoço (sozinho), pois entre cheias na Austrália e Brasil, confrontos na Tunísia e o esfrangalhar do CC, nem a campanha do madeirense e asmentiras do "eng" me animma.

Abraço.

Joana disse...

Por causa desse episodio do cão que vi ontem, hoje ao jantar andei a saltar de telejornal em telejornal para não ver as imagens do brasil.

Beijinhos

Mulher disse...

Não existe sensibilidade por parte da informaçao!
Quanto mais chocar, melhor!!!
É o que temos.
E são vezes e dias sem fim, as mesmas imagens.Felizmente o juiz nao deixou fotografar o Renato Seabra, no hospital.
Bom fim de semana.Beijinhos.

tulipa disse...

Que bom teres gostado das minhas fotos...faço o melhor que sei e sinto, porque não tenho qualquer formação em fotografia, como sabes.

Nunca tinha pensado fazer um trabalho fotográfico em qualquer cemitério. Apenas aconteceu!!!

Pois, tens toda a razão no que escreves...no entanto não vale a pena sonhar que os ditos jornalistas jamais irão ter qualquer sentimento em relação aos que os ouvem, seja a que horas for...
o que interesse é terem numeros para apresentar e aplaudir de maior audiência entre canais e mais nada!!!

É mesmo desumano.

Conselho: faz como eu e não ligues a televisão enquanto jantas ou almoças.
Beijinhos

lino disse...

Até parece que a morte do CC foi o drama maior da República desde que esta existe. Triste país em que vivemos.
Abraço

dida disse...

Há um exagero enorme que:

Cansa!
Farta!
Deprime!

Até darmos por nós a ficar:
Irritados
Saturados

Até porque sem dar por isso decoramos frases, imagens e situações repetidas até à exaustão.

Nem precisamos olhar...
Escutamos o anúncio... vem a imagem... muda a peça... volta de novo o anúncio da mesma notícia...
E passamos uma hora a levar com mais do mesmo.

O telejornal ás vezes parece o teatro de revista. Só que não dá vontade de rir.

Marta disse...

Concordo contigo....Estou cansada das mesmas reportagens, dos mesmos ângulos, etc e logo à hora de jantar...
Estes dias tenho estado com a televisão ligada na RTP2....mesmo que não seja grande apreciadora de filmes animados sobre futebol....
Beijos e abraços
Marta

Luís Coelho disse...

Parece que os noticiários por uma semana só vêem e falam do assassínio de C.C. e de pois mais e mais daquelas cenas do Brasil.

Não quero tirar valor às notícias, mas seria momentos interessantes para reportagens e nunca para serem dissecadas durante um telejornal.

Os bons momentos passam despercebidos e as desgraças são postas em grande plano.
Alguém me explica porquê estas inversões de valores....??

Justine disse...

Ai não que não há necessidade: então as audiências?????