quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

GOSTO DE PARTIR SEM TER QUE VOLTAR

quiçá, uma ligeira ausência...

19 comentários:

Ezul disse...

É tão bom "voar"!
:)

direitinho disse...

Partida muito bonita e desejada.
Penso que as nossas partidas serão chegadas diferentes.
Partidas serão sonhos complementares dos nossos desejos.

Paula Raposo disse...

Também gosto dessas partidas.
Beijos para ti.

Justine disse...

Muito interessante, a tua reflexão!
Miguel Torga escreveu "o que importa é partir, não é chegar"...
Que a (ligeira) ausência seja frutuosa:))

Joana disse...

Espero que voltes brevemente.

Beijocas

lino disse...

...e votos de uma rápido regresso.
Abraço

tulipa disse...

OLÁ AMIGO

Neste momento tenho dores na alma, tu sabes como tem sido difícil a minha vida, mas...lendo-te, sentindo-te por perto, algumas dores vão aliviando.

Não serão estas dores de quem ama a escrita, todas iguais?
E, as dores de quem ama alguém, serão mais acutilantes?
Talvez...ou nem tanto!!!

Não me divido entre a poesia e o mar. Fico com os dois, preciso de ambos para respirar!

E eu quero AMAR, ser amada e construir à minha volta tudo o que o AMOR me der.

Fico feliz por saber da ausência desejada...mas sei que voltas.

Beijos.

Maria João disse...

Alex

Embora partindo, tantas vezes sem saber para onde e sem vontade de voltar, regressamos sempre a algum lado, porque somos barco em viagem que precisa de uma margem, um cais ou um porto, para se abrigar das tempestades...

Em cada ausência nossa, fica um espaço, a aguardar o nosso regresso!

Um beijinho

direitinho disse...

Este poema é muito bonito, filosófico e profundo.

Rosa Carioca disse...

Este texto está explicando claramente o meu estado de espírito. E bem mais bonito do que o "grito" que soltei no meu "cantinho"...

argumentonio disse...

e desde quando os Sofás vão de férias descansar?

abraço de ida e volta, como voto de excelente estadia e, para rimar com a ida em poesia, bom regresso no verso de uma fotografia ;_)))

Violeta disse...

Aproveita!

Marta disse...

Desde que haja paz....
Porque, mesmo durante a tempestade, se encontra paz....
Encontrei paz no teu poema...obrigada por isso...
Beijos e abraços
Marta

Je Vois la Vie en Vert disse...

De vez em quando precisamos de ir !
Aproveita bem !

Beijinhos

Verdinha

angel bar disse...

Bom Fim de Semana Amigo. Obrigada por se ter lembrado do meu aniversário. Muitos beijinhos.

Sonia Schmorantz disse...

Ficou linda a imagem com esta mensagem, mas partindo eu espero que sempre volte..
um abraço, excelente semana

notyet disse...

Sempre que voejo neste espaço de grande qualidade, deparo com imensas visitas, o que deprime e evita a minha prosa. Apelidemos de timidez.
Todavia nunca vislumbrei alguem sentado, meditanto, no belo sofá amarelo.
Confesso. Tenho tido vontade de, em silencio, descansar ali um pouco.

Maria, Simplesmente disse...

Mas... voltas sempre... não é?
Que a viagem seja boa
Maria

Filoxera disse...

Olha, é engraçado: também parti.
Lá para cima, para pregar uma partida ao S. Pedro.
Beijos.