sábado, 12 de dezembro de 2009

A Vida num sexagésimo de segundo e as trufas de cereja (ou framboesa)...

Foto do dia
O flash de uma máquina fotográfica dispara na fracção de 1/60 de segundo... e alguém disparou no mesmíssimo instante em que eu disparei, ainda por cima na mesmíssima direcção... e que tal um duelo de flashes? Vou pensar nisso! Duvido é que nas muitas fotografias que ainda quero fazer volte a repetir a 'proeza'... ou não será a vida feita de acasos e de instantes?

Historinha
Sabem daquelas lojinhas nos centros comerciais que vendem chocolates e outras iguarias doces? Pois bem, estava eu na fila para comprar umas trufas (daquelas variadas, bem gostosas!) para oferecer, que não para mim, se bem que fico sempre tentado em abrir o pacotinho e tirar uma, hum, a de cereja (ou framboesa) é mesmo uma tentação... mesmo que o pacote seja pequeno peço sempre para porem no mínimo 2 destas... (atenção, mas nunca abri nenhum dos que dei, heheh!)
Pois bem, atrás de mim na fila estava um jovem rapaz de 18 ou 20 anos com uma senhora que parecia ser tia dele... ou talvez mãe, mas mais tia talvez! Ele idolatrava as gomas mesmo ali nos escaparates e a senhora mandou-o ir tirar umas, ao que ele respondeu que não podia pois estava de ressaca... questionado por ela, acrescentou que era ressaca de comprimidos para a ansiedade, para a depressão e outras maleitas que tais... Ao que a senhora comentou: 'se saísses para a rua e apanhasses o frio nas ventas já não precisavas de comprimidos...!' (ventas, para quem não sabe, é uma expressão utilizada no Alentejo e uma forma pouco elegante de se referir à cara, ao rosto).
E o rapaz de 18 ou 20 anos respondeu com alguns... suaves impropérios, quando se ouviu um esganiçado trautear de uma conhecida cantiga de Quim Barreiros... era o telemóvel dele: e do bolso do blusão saiu um telemóvel topozíssimo de gama para o qual ele dirigiu mais alguns impropérios (desta vez, menos suaves!).
Avancei na fila para pedir as deliciosas trufas e a conversa continuou animada cá atrás. Nada que me distraísse até porque no fundo eu não estava ali para ouvir bitaites alheios... pois, e o Natal segue dentro de momentos!!!

10 comentários:

Paula Raposo disse...

E assim se tira uma foto especial!!!
Beijos.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Às vezes, quem tem tudo, não tem sonho, nem desejo, nem aspiração nenhum e acaba, com tédio, em cair em depressão.
Acho que deve ser complicadíssimo ser rico....

Dás-me licença de tirar uma das trufas que apresentas ? Se são da minha terra também há o que se chama "pralines" (marca Godiva ou Leonidas) e que os portugueses chamam bombons , e sou fã de chocolate, como boa belga....
Um bonbon em francês é um rebuçado e não é tão bom !

Beijinhos com perfume de chocolate (acabei de comer um...)

Verdinha

Je Vois la Vie en Vert disse...

Por causa do meu vício do chocolate, esqueci-me de dizer que fiquei "ofuscada" com a tua foto ou antes pela luz que emana de ti !

Verdinha

Filoxera disse...

Hmmmm...
Trufas, que bom...
Beijos.

tulipa disse...

Pois...
nunca ninguém me ofereceu trufas (daquelas variadas, bem gostosas!)

Queres vir dar uma voltinha pelas avenidas de Paris?
Então, acompanha-me!!!

E...será que queres ver "Vila do Conde" através dos meus olhos?
Estás convidado.
José Régio faz as honras da casa.

Bom domingo e óptima semana.
Beijos e abraços.

tulipa disse...

AH...
lembras-te do meu "kalinka"...?

Então vem ver o meu parecer sobre "Blogues que nunca morrem".
e
diz-me
se concordas ou não!!!

Sonia Schmorantz disse...

Em lugar de balas trocadas, que a violência se resuma à flashes trocados, rsss
abraço, lindo domingo

Marta disse...

Boa foto, Alex..
Quanto à trufas, faço-te companhia...
Da próxima vez que estiveres no Porto, vamos à Loja do Chocolate da Confeitaria Arcádia, tomar Café e comer um delicioso bombom...
Vais gostar...
Beijos e abraços
Marta

P.S.: Vem ler "pausadamente" o meu novo post

Violeta disse...

E eis uma foto especial e única, como alguns momentos da vida...
bjs

Bichodeconta disse...

Isso de violencias anda a ficar enraizado nas pessoas .É uma evidencia que me preocupa.A ostentação dos topos de gama e do palavreado a que te referes é do melhor que esse personagem deveria ter para oferecer.Se ao levantar em vez de vinagre tivesse degustado uma dessas delicias certamente ficaria mais doce no trato para com os outros.Pra mim pode ser franboesa., não esqueças Alez.Beijinho bom final de semana, Ell