quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

EXPOSIÇÕES QUE VALE A PENA VER E... OBSERVAR!

"Arte Partilhada" no Museu de Arqueologia de Setúbal (MAEDS)
- na foto ao centro a Directora do Museu, Joaquina Soares,
e um dos artistas mais conceituados, Nuno David.

Poesia pelo actor Carlos Medeiros e pelo declamador João Completo:
reflexos de poesia no meio das obras de arte...

Obra de Ana Férias (esq)
e composição fotográfica de Rosa Nunes (dir)

"As cidades de Vieira da Silva e de Arpad Szenes"
no Museu da Electricidade, em Lisboa.

Nos anos 40, Salazar negou a nacionalidade portuguesa a Arpad Szenes,
pelo que ele e Maria Vieira da Silva emigraram para o Rio de Janeiro,
como se nota nos esboços... e não deveríamos nós também
desenhar as cidades por onde passamos ao longo das nossas vidas?

E o REMADE - também no Museu da Electricidade
- exposição feita com materiais reciclados:
o actor Miguel Guilherme passou muitos minutos
a esmiuçar cada peça da exposição.

O "TÁXI" de Joana Vasconcelos, a maior peça
- e a mais luminosa - da exposição.
Está aqui em ponto pequenino para vos obrigar a ir lá ver ao vivo:
só assim as exposições valem a pena, porque ver é fácil,
observar é mais difícil mas também mais agradável!


2 comentários:

Justine disse...

Obrigada pelas sugestões, SA! Irei aproveitá-las:)))

Joana disse...

E pelos vistos o teu sofá também está em exposição! :P

Quero ver se vou visitar o REMADE.

Beijinhos