sábado, 18 de dezembro de 2010

TRÓIA DESCONHECIDA: pelos caminhos não turísticos!

Em anos anteriores era provável que nesta altura do ano andasse pelos centros comerciais e afins numa busca desenfreada para encontrar os melhores presentes para as melhores pessoas!
Mas este ano - resolvida que está a minha filosofia de presentear os que estão próximos (e não só!) - sobra-me algum tempo para usufruir de caminhos e de espaços de que realmente gosto... e isto mesmo em vésperas de um Natal frio e chuvoso dei um salto a uma Tróia cada vez mais desconhecida...

Tróia era a minha praia preferida há uns 20 anos atrás.
Agora, Tróia está bem diferente!

Do lado oposto à praia há pântanos
de vegetação rósea a atirar para o bege...

... ou verde-azulada salpicada de orvalho permanente...

Gatos gordos guardam o templo perdido dos pescadores.

Flamingos que se perderam num tempo
que o tempo transporta nas marés do tempo...

Cemitério de embarcações que já foram sustentos de alguém.

E contrastes de épocas passadas com épocas semi-presentes!


8 comentários:

Joana disse...

Engraçado, mas eu de Tróia tenho esta ideia "decadente".

Beijinhos

Justine disse...

Belíssima reportagem, SA! E como eu me lembro bem dessa Troia, antes da especulação imobiliária...

lino disse...

As carcaças das embarcações metem dó.
Abraço

Lia disse...

Tempos que se modificam - mas faz uma certa impressão - é sombrio.

Filoxera disse...

Interessanete, esta reportage fotográfica.
Beijos.

tulipa disse...

AMIGO
Mais uma FOTO-REPORTAGEM EXCELENTE.
Precisamente o contrário do que mostra a comunicação social: os luxos e os novos hóteis.

Parabéns pelas fotos mostrando a realidade escondida.

Bom Domingo.
Beijos.

Ezul disse...

Lindíssimas fotos! Que vontade de voltar a esses lugares, nem que seja para ver os gatos!
>..<

Ana disse...

Não conheço mas fiquei triste com a imagem!! Espelho de um tempo que acabou!